A constante busca da sociedade pela beleza

20:13


No decorrer da história da sociedade homens e mulheres apreciavam valores e significações diferentes frentes aos diversos padrões de beleza, já existentes na idade antiga. No entanto a busca incessante pela aparência ideal e o culto ao corpo perfeito ganhou mais ênfase na massa atual. A mídia e a indústria da moda a cada dia impõem mais estereótipos de força e magreza a serem seguidas pelas pessoas. Porém nem sempre os resultados desta vaidade são satisfatórios.

     A origem do culto ao corpo está remota a antiguidade. Os gregos acreditavam que a estética e o físico eram tão importantes quanto o intelecto na busca pela perfeição. Na contemporaneidade, a pressão dos ideais de beleza imposta através dos meios midiáticos e por medo da rejeição social, a valorização das proporções quiméricas, tornou-se uma obsessão global.

     Cada vez mais jovens homens e mulheres se submetem a métodos artificiais para alcançar a simetria perfeita. Uma pesquisa realizada pelo IBGE, com mais de cem mil estudantes brasileiros, entre 13 e 17 anos, apontou que 31% das meninas fazem regime e 21% dos meninos se preocupam em ganhar massa muscular e peso. E ainda entre os rapazes, 6% alegaram usar algum tipo de medicamento ou fórmula.

     Vale ressaltar que a vaidade para alcançar as medidas ideais nem sempre consiste na melhores intenções. Muitos se submetem a regimes impróprios, que acabam resultando em doenças crônicas, distúrbios alimentares e em algumas situações, até a morte. No caso dos esteróides e anabolizantes, segundo a sociedade brasileira de endocrinologia e metabologia (SBEM), o uso incorreto desses produtos e sem recomendação médica, geram gravem conseqüências, tais como a esterilidade e a impotência sexual. Uma tirania insólita da dita perfeição física.

     Portanto, a constante busca pela aparência ideal, parte de uma perspectiva narcisista, em que o homem contemporâneo, nas palavras da historiadora Mary Del Priore, serve ao corpo em vez de servi-se dele. Contudo é necessário entender a individualidade de cada um, buscando uma perfeita harmonia na integridade da beleza corporal. A fim de que esta busca, torne-se uma atividade prazerosa e não a atrição do próprio ser.



Aluna: Líbna Monteiro
Professor: Diogo Didier

LEIA TAMBÉM

0 FELICIDADES

recent posts

Comentários

Instagram