Tragédias no Brasil: fatalidade ou negligência

16:15

          A história do país eterniza tragédias que marcaram a vida de alguns e tiraram a vida de muitos. Estas calamidades são provocadas por pura negligência, pois como se sabe, no Brasil infelizmente, muitas vezes não há uma preocupação em salvar vidas e de precaver minuciosamente de situações de desespero. Esta falta de responsabilidade resulta na quantidade de pessoas mortas e feridas e nas famílias enlutadas que perderam seus entes queridos.
Como se sabe, é alarmante o número de mortes no país por falta de fiscalização em alguns ambientes. Como exemplo temos algumas boates e casas noturnas que estão muitas vezes como o alvará vencido, não possuem saídas de emergência e nem extintores suficientes. Além disso, em alguns casos, os seguranças são treinados para intimidar e agredir, e não para salvar vidas. Como foi o caso do incêndio na boate Kiss, que causou a morte de 242 pessoas.
            Indubitavelmente, as leis existem, mas por ganancia, descaso e principalmente por falta fiscalização, boates são incendiadas, moradores de prédios são soterrados, bujões de gás e fogos de artifícios explodem, grupos afundam em barcos superlotados e pessoas morrem em parque de diversões por causa de brinquedos defeituosos. Enquanto isto acontece, em alguns casos ninguém vai preso e estas tragédias caem esquecimento da população, até que uma nova negligência faça com que estas histórias se repitam e façam novas vítimas.
Infelizmente, esse é o retrato do nosso país. A preocupação com o dinheiro está sendo colocado na frente da preocupação com a vida. Diferentemente do que acontece aqui, na Inglaterra, as pessoas têm na memória os incêndios que ocorreram no século XVII e já pensam na precaução. Lamentavelmente, aqui acontece o oposto. Quanto mais tragédias acontecem, mais as pessoas  insistem no erro. Deixando mais evidente o descaso que existe na nossa sociedade.
            Dessa forma, fica claro que precisamos de pessoas mais preocupadas com  a segurança da população. Precisa-se também de fiscalizações e punições mais severas, para que diminua o número de pessoas mortas por falta de responsabilidade. Como disse Einstein: “Só duas coisas são infinitas, o universo e a estupidez humana, mas não estou seguro sobre o primeiro”. Portanto, para que essa frase deixe de ser uma verdade evidente, é preciso que a população se mobilize em prol da vida e exija mais fiscalização para que as tragédias sejam evitadas.
 
Aluna: Juliana Do Nascimento Ferreira
 
Professor: Diogo Didier

LEIA TAMBÉM

0 FELICIDADES

recent posts

Comentários

Instagram