Brasil, Semiárido, Povo, Seco

13:49


    
    Sabe-se que, nos últimos anos, o planeta Terra está ficando cada vez mais quente. O aumento da temperatura faz com que ocorra o ciclo da chuva, a qual é de grande importância para o povo que vive no sertão ou agreste. A ausência da chuva é uma constante nessas áreas, dando origem à seca.

     Atualmente, no nordeste, a escassez de recursos hídricos está muito intensa, mas afeta a população de forma menos agressiva que e estiagens anteriores. A ajuda do governo federal é um dos fatores responsáveis para essa menor incidência de sofrimento, uma vez que está havendo um investimento na criação de reservatórios de água e açude.

     Embora exista esta ajuda governamental, a quantidade de recursos econômicos, para reverter a situação dos sertanejos, é muito baixa. Mesmo havendo o abastecimento de cisternas, a capacidade de armazenamento delas é bem inferior ao quantitativo necessário para que as atividades agrícolas, das regiões afetadas, sejam possíveis.

     A falta de chuvas faz com que não haja produção de alimento e dificulta bastante na criação de animais. mesmo tendo água nessas regiões, ela é de pouquíssima qualidade, tornando os que a consome vulneráveis a inúmeras doenças. Fatos esses que submetem este povo a fome e pobreza, onde o desenvolvimento, para muitos, é impossível.

     Logo, é de grande importância o fortalecimento das políticas de ajuda, que visam melhorar a infraestrutura dos locais atingidos. Pois a seca é um fenômeno natural e não pode ser revertido, mas projetos podem ser criados para que seus efeitos sejam menos negativos, tais como incentivo a sustentabilidade e adaptação da agricultura e pecuária ao clima e solo da imensidão semiárida.

Aluno: Márcio Roberto
Professor: Diogo Didier

LEIA TAMBÉM

0 FELICIDADES

recent posts

Comentários

Instagram