Meu Ídolo II...

12:42


Dona de uma voz forte, vibrante e de incomparável beleza, além de um estilo único de cantar e interpretar suas canções, Maria Bethânia, na minha concepção, é a maior relíquia musical ainda viva da música brasileira. Descendente de uma família de talentos, a exemplo do seu irmão Caetanto Veloso, grande incentivador da sua carreira, Bethânia começou cedo a enveredar pelo mundo da música e em pouco tempo já mostrou que não seria mais uma cantora e sim uma das maiores cantoras do país.

Quando falamos de Bethânia é impossível não comentar sobre o seu estilo de cantar. Lembro-me de ter lido uma entrevista de um renomado critico musical dizendo que não há no Brasil, quiçá no mundo, alguém que se aproxime da forma com que Bethânia canta. Eu tenho que concordar com ele, pois não conheço nenhuma cantora que eu possa fazer uma comparação a ela. Sua voz oscila entre a força e a suavidade, e é incrível o seu controle vocal, bem como a sua afinação, um verdadeiro dom ofertado pelos cânticos mais encantadores das sereias. Falando nelas, Bethância disse uma vez em entrevista que sua voz não era dela e sim das sereias que a possuíam. Achei essa citação de uma modéstia, sutileza que só poderia vir de uma grande artista do porte dela.

Outro ponto que merece destaque é a poesia de Bethânia. Nos seus shows, ela sempre recita alguns, poemas, poesias, versos e declama-os para a plateia que fica hipnotizada pala magia que sai da sua boca em forma de palavras. Essa forma de fazer show diferencia Bethânia ainda mais dos outros cantores, pois o que vemos é um espetáculo no qual poesia e música se encontram harmoniosamente. Nesse sentido, merece destaque o poema de Fernando Pessoa, intitulado de “O doce mistério da vida”. Nele Bethânia passa uma onda de emoção que arrepia até mesmo aqueles que não são tão adeptos a poesia.

Quem ainda não teve a oportunidade de ver Maria Bethânia ao vivo, eu sinto muito, pois eu já vi a confesso que foi uma das melhores experiências que já tive. Mas, para quem tem curiosidade de ouvir o que o Brasil tem de melhor em repertório musical, interpretação e afinação, eu recomendo ouvir qualquer cd de Bethânia, desde os mais clássicos até os mais atuais. Vocês vão se deparar com uma cantora altamente nacionalista, romântica e religiosa que defende as nossas raizes musicais como nenhuma outra.


CD MARICOTINHA AO VIVO

  1. Disco

    1. Abertura : Dionísia Número
    2. A Moça Do Sonho
    3. Texto: Sou Eu Mesmo E Trocado
    4. O Quereres
    5. Pau-De-Arara
    6. Dona Do Dom
    7. Festa
    8. Trecho:A Moça
    9. Texto: Eu Não Sabia,Tu Não Sabias
    10. Fotografia
    11. Anos Dourados
    12. Todo O Amor Que Houver Nessa Vida
    13. De Todas As Maneiras
    14. Texto: Eu Quero Ser Possuído Por Você
    15. Seu Jeito De Amar
    16. Negue
    17. Sobre Todas As Coisas
    18. Sob A Melodia
    19. Casinha Branca
    20. O Canto De Dona Sinhá
    21. O Tempo E O Rio
    22. Menininha
    23. Le Lax De Come (Instrumental)
    24. Texto : Poema Do Menino Jesus
  1. Disco

    1. A Voz De Uma Pessoa Vitoriosa
    2. Maricotinha
    3. Baila Comigo/Shangrilá
    4. Cantada (Depois De Ter Você)
    5. Nossa Canção
    6. Sábado Eu Copacabana
    7. Texto: Boites
    8. Se Eu Morresse De Saudades
    9. Texto : Boites Sampa
    10. Ronda
    11. Álibi
    12. Nem Sol, Nem Lua,Nem Eu
    13. Texto : Quando O Amor Vacila
    14. Noite De Estrelas
    15. Texto :Quem É Essa Agora
    16. Pra Rua Me Levar
    17. Texto: Senhores,Sou Um Poeta
    18. Apeasr De Você
    19. Trecho : A Moça Do Sonho
    20. Opinião
    21. Rosa Dos Ventos
    22. Texto: E Depois De Uma Tarde
    23. Amor De Índio
    24. Coração Ateu
Baixe esse CD AQUI

Se apaixone por Bethânia e sua Arte:




LEIA TAMBÉM

4 FELICIDADES

  1. Diogo,

    Bethânia é a melhor representante da música popular brasileira, pois sempre esteve ligada a aspectos sócio-antropológicos do seu povo; sempre se alimentou esteticamente da musicalidade, da religiosidade, dos saberes, das danças, da poesia, que nasce no âmago do recôncavo baiano, e também, é tradutora de um país enraizado nesta tradição luso-afro-brasileira.
    Jorge Amado disse certa vez que Maria Bethânia é um “Orixá vivo”, tamanha sua grandeza no palco. Fica difícil discordar do escritor diante da imagem da cantora balançando o cabelão grisalho, enquanto caminha descalça pelo chão do teatro, lembrei-me agora do primeiro show que fui de Beta, no Teatro Castro Alves, em Salvador e também foi uma das melhores experiências que já tive em minha vida.
    Bethânia não é só uma cantora, é uma especialista em música, palco, iluminação, roteiro...por isso, ela tem o palco como o lugar sagrado e só canta descalça como forma de respeito.
    Aos 12 anos ganhei meu primeiro cd e desde lá, venho aprendendo com Bethânia...a cada música, a cada entrevista, a cada show que vou...Amo demais essa mulher.

    Ficou brilhante essa postagem amigo.

    abraços
    de luz e paz

    ResponderExcluir
  2. Adoro, sou fã dela...
    o amigo ai de cima já disse tudo...

    ela é demais e vc expressas muito bem o que direciona...

    beijo e até..

    ps : sobre o passar pela mesma situação..
    o nosso problema penso eu tem horas, é que não nos permitimos precisamos aceitar mais o que nos vem e nos permitir um pouco mais..
    é difícil eu acho muito... mas precisamos se não ficamos sempre a ver navios...

    beijO querido...

    ResponderExcluir
  3. Gosto da Bethânia, é uma boa intérprete! Mas prefiro a Gal Costa que é verdadeiramente uma cantora.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

recent posts

Comentários

Instagram