Assumir ou não a Homossexualidade?

15:20

Entre tantas dúvidas e escolhas que devem ser feitas ao longo da vida do ser humano, nada se configura como mais difícil do que assumir a própria sexualidade. Ela está entre as mais polêmicas questões que atordoam os valores da nossa sociedade, principalmente quando não segue os padrões sócio-históricos e biologicamente estabelecidos por ela. É nesse momento que entra a homossexualidade, pois, como se sabe, ela ainda não é encarada com maturidade pela população, na qual prefere segregá-la a ter que entendê-la em sua plenitude. Devido a essa barreira preconceituosa que é criada, muitas pessoas sentem-se incapazes de assumir para a família, amigos e para o resto da sociedade que é gay, por puro temor de ser expulso de casa e do convívio social, do qual é atribuído a nossa educação como crucial para a convivência/sobrevivência com outras pessoas.

Se estivéssemos nos tempos áureos da inquisição, época em que a Igreja Católica regia as normas sociais, com certeza escancarar a homossexualidade não seria uma atitude bem acertada. Entretanto, atualmente os tempos são outros e mesmo com tanta discriminação e intolerância, é inegável os avanços educacionais que a nossa sociedade adquiriu quando nos referimos à homossexualidade. Então onde mora o medo de assumir tal posicionamento frente a outras pessoas? Por que muitos homossexuais ainda preferem viver as escondidas, praticando lascivamente as suas relações sexuais? Do que eles tanto têm medo?

Mesmo não vivendo na época da caça as bruxas, ser gay ainda é sinônimo de algo pejorativo, caricato, transgressor e anormal. Pejorativo, pois para alguns a homossexualidade está intimamente ligada à imoralidade/amoralidade, ou seja, imoral significaria dizer que estão acima da moral e amoral significaria sem moral. Caricatos por que ainda perdura o pensamento limitado de que todo gay é efeminado e com trejeitos femininos, como se todos eles não fugissem a risca nesse sentido. Nesse âmbito eles são vistos como transgressores, pois não se enquadram na realidade pré-moldada pela sociedade da qual fazem parte. E, por fim, anormais, uma vez que realizam práticas das quais não andam em conformidade com a maioria da população.

Por causa desse breve balanço social, aberto a outras inserções, muitos gays não se arriscam a assumir publicamente a sua homossexualidade. O primeiro desafio está em casa. Lá é sem dúvida o pilar de sustentação que manterá o individuo até que ele possa andar com as próprias pernas. Como dizer então para pai e a mãe, pessoas das quais devemos amor e gratidão e que esperam tanto de nós, algo desse tipo? Esse é uma das perguntas que ecoam, atormentando muitos que já passaram por essa situação. Em seguida, vem o restante da sociedade. Como as pessoas vão receber a noticia da minha orientação sexual? E nesse instante um medo incontrolável toma conta de você, dominando sua mente e fazendo-o fraquejar na hora de tomar a decisão final.

Não há uma receita pré-definida, nem tão pouco exemplos a serem copiados. Cada caso é único e cada pessoa sabe dos limites e dos pensamentos dos indivíduos que os cercam. Porém, na maioria das vezes, a posição mais acertada é assumir a sexualidade e aliviar esse peso que martiriza os ombros. De cara, a família deve ser a primeira a saber. Contar para aquele parente que se tem mais intimidade, seja irmão (a), primo (a), cunhado (a) e etc., ajuda, até chegar a uma instância maior: pai e mãe. Estes são os principais obstáculos a serem enfrentados, sobretudo quando não se há um bom diálogo para as questões de ordem sexual em casa. A mãe, que em geral é mais receptível a esses assuntos, deve ser a primeira a ser informada. Ela lhe ajudará a entender esse momento tão complexo da vida e lhe dará o apoio adequado. Já a figura paterna, geralmente enxerga com dificuldade esse assunto, mas, pouco a pouco vai cedendo. Vale lembrar que toda essa metodologia não é estanque e pode variar de família para família, de caso para caso. Apenas acredito que quando a família recebe a noticia de que o filho é homossexual, da boca dele, os transtornos são bem menores do que se outrem falasse.

Caso os seus parentes aceitem ou entendam a sua orientação e/ou identidade de gênero, ótimo. Caso isso não aconteça, não se desespere, pois, dependendo da sua índole, eles lentamente irão se acostumar com a idéia, aprendendo a respeitá-lo. Você só não pode cobrar algo deles do qual infelizmente eles não estão preparados, ainda. Lembre-se que há muito desconhecimento sobre a homossexualidade que resvala nos estereótipos amplamente conhecidos e propagados pela sociedade. Nesse momento o mais sensato é aguardar o tempo que cada família tem de digerir a noticia de ter um filho (a) gay.

Nada na nossa vida é de difícil resolução se não soubermos como dialogar. A homossexualidade é um exemplo crasso disso. Ela pode e deve ser amplamente vivida por qualquer pessoa, desde que se tenha respeito e maturidade. E não importar o seu perfil: machudo, efeminado, Drag Queen, travesti ou qualquer outra ramificação do tipo. O que realmente interessa é a sua plena convicção de felicidade. Se você acredita que viver as escondidas, sem que ninguém saiba da sua orientação sexual, lhe faz bem, então não deixe que ninguém furte isso de você. Mas, se por outro lado, você pensa que a felicidade está em assumir para todos que você é feliz por que é gay, ótimo. Seja qual for a sua escolha, não deixe de assumir antes para si próprio que é homossexual e que isso lhe faz bem, completo e vivo. Não veja a sua homossexualidade como um tormento, um peso. Assumir para si próprio, aceitando-se, facilitará para que outras pessoas lhe aceitem também e lhe vejam com outros olhos. E seja feliz sempre, pois

SER FELIZ É SER LIVRE! 



LEIA TAMBÉM

38 FELICIDADES

  1. Caraca, ótimo texto, ótimas palavras, ótima colocação, além dos vídeos serem bacanas....

    Essa sua frase foi perfeita: "Se você acredita que viver as escondidas, sem que ninguém saiba da sua orientação sexual, lhe faz bem, então não deixe que ninguém furte isso de você. Mas, se por outro lado, você pensa que a felicidade está em assumir para todos que você é feliz por que é gay, ótimo. Seja qual for a sua escolha, não deixe de assumir antes para si próprio que é homossexual e que isso lhe faz bem, completo e vivo"

    Cara parabéns pelo post
    Forte abraço

    ResponderExcluir
  2. É muito difícil, principalmente para nossa familia. Porém, a nossa felicidade está em primeiro lugar e por isso, não vejo motivos para esconder.

    Ótimo texto amigo.

    abraços

    ResponderExcluir
  3. quando pensamos que a sociedade está evoluindo e que cada vez mais gays vão se assumir e tornar isso algo normal, sofremos uma onde de homofobia e percebemos o quanto a sociedade é atrasada, e novamente varios gays voltam aos armários. eu sou a fovor total de assumir sempre, porém deve-se levar em conta as consiçoes sociais e psicologicas de cada um, da estrutura familiar, enfim diversos fatores devem ser levados em conta..
    :)
    bjos

    ResponderExcluir
  4. É. Muito complicado.
    Cada um sente na pele sua própria estória...

    beiJO nino querido!

    ps: obg por teu carinho, me deixa palavras tão doces..
    obg de coração, beiJO beiJO....

    ResponderExcluir
  5. É complicado, mas com certeza hoje em dia tornou-se muito mais fácil assumir. A familia sempre se chocará, mas acho que o tempo tudo se abranda...não acredito que hoje em dia exista atitudes extremas como antigamente, como expulsão de casa ou internação em hospícios!

    Beijos meu querido

    ResponderExcluir
  6. Entendo q cada um tem a sua visão, sua história, seu momento ... o q importa mesmo é ser livre e feliz de forma plena ... para mim isto só foi possível qdo me assumi para mim mesmo, depois para quem importava e hoje por completo ...

    muito bom o seu post ...

    parabéns

    bjux

    ;-)

    ResponderExcluir
  7. Tenho mais um selo pro seu blog!! =D

    Passe lá pra pegá-lo, ok?!

    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. adoro dar minha bundinha e ficar de quatro, ser comido por um homem d epau bem duro, vestir vestidinho de mulher e calcinha, adoro ser penetrado!

      Excluir
    2. Gê, adoro ser comido passivamente por um homem de pau duro, deliciosos dar a bundinha e virar mulherzinha!

      Excluir
  8. Acabo de xonhecer seu blog, no espaço do Ro Fers, e fiquei encantando...
    Acho que ter um blog significa ter um espaço para dividir com pessoas de todo lugar do mundo, coisas que gostamos, pelas quais nos apaixonamos, aquilo que move nossa alma e nosso coração. Você faz isso muito bem. Parabéns.
    Linkei seu blog no meu e com certeza voltarei aqui muitas vezes.


    http://sabordaletra.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Sobre a postagem:
    Venho de uma família evangélica, com toda aquela carga de culpa judaico-cristã. Apesar disso assumi minha sexualidade muito cedo. Comecei a trabalhar e ter minha independencia muito cedo, obvio que isso ajudou e muito.
    Apesar dessa formação religiosa, nunca tive problemas de auto aceitação (tive amigos que sofrerem muito com isso, tentaram se matar, ficaram deprimidos, etc).
    Isso foi muito importante na minha vida, esta atitude de liberdade, sou profissional de uma grande empresa de TI, todos sabem da minha opção sexual, todos na universidade sabiam, vivo uma relação com meu parceiro, e todos os vizinhos sabem, moro com minha cunhada e uma sobrinha de 11 anos que convive perfeitamente conosco.
    Mas acredito que o maior sofrimento é não assumir para si mesmo, sofrer com a própria condição, assumir para os outros é uma questão de estabilidade.

    Abraços

    http://sabordaletra.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Obrigado pelas palaras Evandro. Acabei de vir do seu espaço e fiquei apaixonado com o que vi.

    Deixei um singelo cometário lá e tbm estou te acompanhando a partir de hoje.

    bjoxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

    ResponderExcluir
  11. Geh, minha linda, já peguei o selo viu?! ele é linnnnnnnnnnnnnnnnnnndo D+! obrigado por compartilhar desses momentos mágicos comigo! xero grande

    ResponderExcluir
  12. Ro, meu querido, fiz esse texto pensando em vc, e fico feliz que tenha gostado. Essa passagem que vc escolheu, realmente diz muita coisa em poucas palavras...

    Carinhos prá ti!

    e bjoxxxxxxxxxxxxx para todos os outros que se fizeram presentes!

    ResponderExcluir
  13. Diogoooo meu lindo, eu vou falar uma coisa Procê ta, apertar a teclinha FODA-SE, Sorrir e ser Feliz...é o que todos nós devemos fazer e ponto.
    Beijossssssssss pessoinha especial bem no coração.


    Ah,la na minha pagina do ladinho tem o meu selinho, trás ele para ca porque ele ta chorando que quer o titio Di.
    rsrsrs Beijossssss

    ResponderExcluir
  14. kkkkkkkkkkkkkkkk...vou buscá-lo agora Marega!

    bjoxxxxxxx no coração!

    ResponderExcluir
  15. Diogo, acho que todo mundo que lida com estas barreiras internas e externas tinham quase a obrigação de ler este seu texto. Ele dá orientações, pistas, caminhos, oferece escolhas, enfim, acho que você captou muito sutilmente as subjetividades e objetividades da questão. Muito bom! Meu abraço. paz e bem.

    ResponderExcluir
  16. Obrigado Cacá! Vc não imagina o quanto eu fico feliz ouvindo a sua opinião sobre os meus textos...

    Bjoxxxxxxxxxxxx querido!

    ResponderExcluir
  17. A bixarada tem q aproiveita o momento q tah na moda!!!
    Espero q logo esse tipo de depravassao deixe de ser tido como normal!!!
    Tenho uma pergunta q smpre deixo em blogs de viados, mas nunca me responderam: Quando mandam vcs tomar no cú, é ofensivo??? Eu sempre achei q a nao, pq essa eh a escolha de vcs, sentar na vara! Entao me pergunto onde esta a ofensa???
    Como ainda nao sei a resposta e lhe desejo felicidades deixo aki um sonoro VAI TOMA NA RABOLETA!!!

    ResponderExcluir
  18. Deus fez homem e mulher, macho e femea, encaixe perfeito. Parem de achar que a familia de vcs deve aceitar só pq vcs pensam q isto é "felicidade". Existem pais e mães que choram e se envergonham por seus filhos escolherem uma vida indigna, que na maioria das vezes beira o ridiculo. Duando as pessoas dão risadinhas são de vcs msms, de como é ridiculo o linguajar, o modo como vcs se vestem e a prepotencia q vcs tem de acharem q o mundo tem q se dobrar por causa de suas escolhas. Não adianta criar leis, ficarem se esfregando na Paulista e vir até a midia querer mostrar como é bom ser gay. Deus tem novidade de vida para cada um de vcs, tem libertação, tem cura e felicidade. Saiam desta vida de opressão e peçam a Deus a verdadeira felicidade e paz, que o mundo não pode dar, simplesmente porque o mundo não conhece. Deus ama o pecador, mas aborrece o pecado. Deus te ama e quer que vc encontre o verdadeiro amor, a verdadeira paz, ele quer que sua vida sexual seja abençoada. Chega de se humilhar, de se expor, alimentado por uma suposta crença de que "nasci mulher no corpo de homem" ou "nasci homem no corpo de mulher" ou até mesmo "gosto de meninos e meninas". Venha ser feliz, Jesus morreu e levou sobre ele todas as nossas iniquidades! "Homem e mulher assim os fez"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vê-se claramente que você é uma fanática evangélica cega que acha que todos os que pensam diferentes de você vão ao inferno, pois eu tenho uma informação pra tua "linda pessoa", gente como você é ridícula e insuportável, não têm, amigos e se acham os obreiros de Deus na Terra, criticam católicos, espírita,s gays, prostitutas e ateus, mas são muito piores que isso tudo, são tão cegos que seriam capaz de matar em nome de Deus, gente como você me dá pena e envergonha a sociedade, e que deixa o Brasil cada vez mais pra trás...Fora evanjegues do capeta, vocês são a escória do Brasil...

      Excluir
  19. Anônimo!

    As suas palavras pejorativas não afetama acomunidade gay, por vários motivos. Primeiro porque a prática do sexo analnão é exclusivamente dos homossexuais e sim de muitos, inclusive dos heterossexuais.

    Segundo, acredito que ninguém respondeu a essa sua pergunta ridícula porque as pessoas tem bom senso e não conversam com pessoas despreparadas. Tenho um amigo que diz que com doido não se conversa se observa, visto que este é um objeto a ser analisado, acho que é o seu caso.

    Mas, respeito a sua ínfima opinião e a deixarei ai para que outros leitores possam pesar o quão mal fundamentada ela é.

    Obrigado pela visita!

    ResponderExcluir
  20. Delma!

    Entendo e respeito as suas convcções religiosas, mas essa história de encaixe perfeito já não existe há muito tempo.

    A homossexualidade remonta desde eras imemoriais, muito antes da existências dos dogmas cristãs e não pode ser encarada dessa maneira.

    Infelizmente, a fé que rege alguns evangélicos, acabam cegando-os ao ponto de não permite que outras acepções sejam feitas a temas polêmicos como esses.

    Outra coisa de que discordo no seu discurso é o fato de não sermos felizes por que somos gays. Parece até que ser homossexual é ser inanimado, algo sem sentidos, pensamento errôneo e fora das paredes humanisticas.

    Mas, respeito qualquer manifestação de opinioa, uma vez que elas enriquecem o debate e abrem portas para que a discussão sobre a homossexualidade seja debatida racionalmente.

    Obrigado pela visita!

    ResponderExcluir
  21. Chega!!! Diga nao ao Homosexualismo!
    HIV - Divina providencia ao Homosexualismo!

    ResponderExcluir
  22. Assumam, mas fiquem em casa levando ferro, nao saiam na rua com viadagem, isso nao eh normal e pode influenciar nossas crianças! Nenhum pai ou mae quer um filho transviado! Isso eh nojento!
    De certa forma o futuro da humanidade esta em risco com essa epidemia homosexual!
    Esse desvio de personalidade q causa o gaysmo soh pode ser reflexo de uma infancia de abusos, ausencia de figura paterna ou outro trauma. Pais ausentes que nao dao uma palmada ou um castigo qndo eh preciso.
    Garanto se voce dono do blog tivesse sido educado d uma forma correta, nao teria esse problema!

    ResponderExcluir
  23. Poutz... viado e nordestino!
    Que foda! Eu ja teria pedido demissao da vida...

    ResponderExcluir
  24. Amanda, Renato e anônimo, agradeço pela visita e pela opinião depositada. Acredito na liberdade de opinião e por esse deixarei os vossos comentários, mas deixo para vocês um breve conselho: VÃO ESTUDAR!

    Só assim a mente de vocês poderá ganhar uma dimensão maior para entender com conhecimento e pronfundidade, questões que vão além das suas mentes limitadas.

    Obrigado pela visita!

    ResponderExcluir
  25. Texto muito bom. O que conta mesmo é a pessoa ser feliz. Essa é condição principal. Abraço.

    ResponderExcluir
  26. "Só assim a mente de vocês poderá ganhar uma dimensão maior para entender com conhecimento e pronfundidade, questões que vão além das suas mentes limitadas." Eu acho o q tem uma dimensao maior e uma grande profundidade aqui eh o seu trazeiro!

    Espero q minha capacidade e conhecimento intelectual nao me transforme nisso q os teus traumas te transformaram!

    ResponderExcluir
  27. kkkkkkkkk...crises!

    Anônimo, vc voltou! fico feliz por isso, pois significa que as minhas palavras tocaram alguma coisa racionalizada dentro de vc.

    Esse blog, como todos os outros, é um espaço livre e vc pode dizer o que quiser. Até mesmo mostrar a sua vulgaridade em forma de palavras para que os outros leitores vejam.

    Eu não me incomodo com a sua tática lasciva, a qual tenta me ofender a todo custo. Vou seguir na minha luta pelo respeito e pela tolerância, custe o que custar.

    Espero apenas que as outras pessoas que lerão essa texto não analisem-o com tanta fúria, como você. Texto foram feitos para serem debatidos com conhecimento e respeito e não da forma que vc está tentando tratá-lo.

    Mesmo assim, reforço o que disse anteriormente, seja para vc ou para qualquer outro que insistir em agir da mesma forma que a sua, esse espaço é livre, a começar pelo titulo do blog, e nenhum comentário será apagado por este que vos fala, tá bom?!

    Obrigado pela honrosa visita!

    ResponderExcluir
  28. Quem anuncia “Eu sou heterossexual” como em desafio e confronto às normas aceites como pré-estabelecidas?
    A questão está aí. Trata-se dum combate de educação contra a alienação geral imposta por milénios de morais castradoras e opressoras.
    Gerações passarão até que a sociedade entenda e assimile a sexualidade humana sem tabus e moralismos artificiais; pois não basta apenas promulgar leis e fazê-las cumprir no respeito pelos direitos e liberdades individuais, é necessário que o povo entenda a sua real condição humana, isento de dogmas. E, até lá, muitos mártires serão exigidos no processo.

    Beijos, meu querido

    ResponderExcluir
  29. Alguem ja conversou pessoalmente com deus para afirmar que homosexualidade deveste ser proibida?

    ResponderExcluir
  30. Nossa. Li o texto e todos os comentários.

    Por incrivel que pareça ainda me surpreendo com a cabeça das pessoas.

    Eu, gay assumido, passei por um longo processo até contar para minha mãe sobre minha sexualidade e isso só foi possível depois da morte do meu pai, que me reprimia.

    Depois de me assumir minha vida melhorou bastante, a relação com minha mãe ficou muito mais sincera e aberta.

    A cerca do que foi falado em um dos comentários em refenrência a educação. Tenho dois sobrinhos e sempre falo ara eles respeitarem as diferenças, independente de raça, gênero ou religião.

    É uma pena saber que existem pessoas que acham que mandar alguém tomar no cú não seja ofensivo, ou consideram o HIV uma forma de conter o "homossexualismo".

    Belíssimo texto Diogo, adorei. Parte do que aconteceu comigo está ali.

    ResponderExcluir
  31. Amigo, gostei do seu texto. Ele coloca nossas mentes pra pensar, e muiiito. Acredito que cada um sabe o que faz com os seus atos e escolhas. Assumir ou não que se é gay muda alguma coisa? Acho que não, pelo menos acredito assim. Tenho certeza que o que importa é ser feliz e livre para tudo. Fiquei abismado como ainda existam pessoas tão desinformadas acreditando que só quem pode contrair HIV são os homossexuais rsrsrs...é de rir mesmo. “Ela tá beba e doida.”rsrsrs... O outro ainda fala dos nordestinos. Fiquei pensando: assumo ou não ser nordestino? Fala sério. Mostra a cara, anônimo. O que falta em você é simplesmente amor, apenas isso. Só que algumas pessoas buscam “amor”, outras distanciam: deve ser o seu caso. Outra coisa, a moça disse que “Deus ama o pecador, mas aborrece o pecado.” Tão contraditório isso. Deus não é humano pra se aborrecer. Sentimento de aborrecimento é nosso. Pecado é falar e criticar os outros. O seu deus (minúsculo mesmo) deve está então muiiiiiiiiiiiiito aborrecido. Isso sim.
    Parabéns, Diogo, vc faz a diferença. Continue a postar textos belíssimos como estes. Que possamos acreditar que um dia tudo serão flores. E que sonhemos com o respeito às diferenças, e que essa gota de sua contribuição se torne uma poça, como diz Bachelard: "...Uma poça contém um universo. Um instante de sonho contém uma alma inteira." Abreijos a todos e a todas!

    ResponderExcluir
  32. Diogo, mais uma ótima postagem. Só falo de mim pra quem me deixa à vontade. Acho que não tem nada a ver falar com pais e familiares. Afinal eles não falam das preferências deles na cama pra nós... se preferem oral, anal, etc...

    Abraço!

    ResponderExcluir
  33. Pois é Raphael! é um direito particular, mas ainda acredito que revelar para quem se ama ainda é a melhor solução, pois tira um peso IMENSO das costas...bjoxxxxxxxxxxx

    ResponderExcluir
  34. Amei todos os seus textos estão de parabéns.
    em relação a esse existe casos que é melhor vc guarda sua sexualidade, mas cada pessoa sabe o que lhe é mais enteressante.
    novamente parabéns...

    ResponderExcluir
  35. Se você ainda não se assumiu e quer compartilhar experiencias com outras pessoas na mesma situação conheça meu blog:

    http://seassumirounao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

recent posts

Comentários

Instagram