Homossexualidade: Neo-Inquisição, Intolerância e Preconceito.

18:36




ANTES DE LER O MEU TEXTO, ASSISTA O VIDEO ACIMA!


homossexualidade, intolerância, gay, morte, religião, inquisição, preconceito. discriminação, homofobia

Definitivamente a Igreja ultrapassou todos os limites. No vídeo acima ela faz uma lista dos principais problemas que assolam o nosso país, e adivinha qual foi um deles? Isso mesmo, a homossexualidade. Fazendo um apanhado superficial dessa massa, a Igreja classifica como "Lei da Mordaça" o projeto de lei PL/122 que instaura como crime toda e qualquer manifestação homofóbica. Além disso, no mesmo vídeo, ela engloba a homossexualidade como um dos males da sociedade moderna, colocando-a no grupo entre os pedófilos, a rede da industria pornográfica, a violência familiar, infanticidio e aborto.

Não tenho nada contra a Igreja, nem tão pouco contra os seus dogmas, entretanto, não posso concordar com o conteúdo imprudente que esse vídeo propaga. Sei que a nossa sociedade é regida por cânones medievais, sobretudo quando falamos de temas polêmicos como os citados no parágrafo anterior, porém, isso não dá o direito a nenhuma instituição religiosa de denegrir a imagem do homossexual. Na minha concepção é tacanha o pensamento dessa Igreja em divulgar um conteúdo tão apelativo na internet. Essa tentativa frustrada de atingir a comunidade gay só ratifica o atual desespero que essa mesma religião está sofrendo, pois a cada ano vem perdendo gradativamente o número de fiéis. Por que será hein?!

Sei que o Brasil enfrenta vários problemas sociais, mas ser gay não está entre eles. Na verdade o que a comunidade LGBTT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Trangêneros) busca é a aplicação de um direito que é direcionado a todos os cidadãos, a segurança. Isso por que a nossa sociedade prefere fechar os olhos a ter que enxergar a dura vida dos gays, sobretudo aqueles que se assumem publicamente. São assaltos, estupros, violência verbal e até morte. Isso mesmo, morte. Muitos homossexuais são mortos no Brasil por razões ínfimas. O que será que a Igreja diz sobre esses crimes? Será que ela apoia? Acho que ela diz que é fruto do pecado. Mas, quem peca mais, o gay que só quer ser feliz do jeito que lhe foi predestinado, ou a pessoa que lhe tira a vida? Fica a reflexão.

O que me preocupa é a repercussão que esse vídeo terá, principalmente no nosso país onde a população é facilmente manipulada por discursos incisivos e mal fundamentados. Temo, pois a nossa cultura cristã ainda é muito forte em se tratando de temas polêmicos como os da sexualidade alheia. Receio que comece a mesma caça as bruxas, só que dessa vez contra os gays. Isso por que as pessoas da nossa sociedade, na grande maioria, são guiadas por palavras vãs, ou seja, servem de fantoches nas mãos de alguns que querem construir um novo modelo de vida social. A alienação, nesse sentido, é a palavra de ordem, já que a nação não está acostumada a contrargumentar a favor das minorias.

As palavras que constituem o discurso da Igreja são tão arcaicas que nem parece que estamos na virada do século. Ela continua a propagar um modelo de valores morais que, indubitavelmente não seguem a realidade de vida das pessoas. Valendo-se dessa postura conservadora ela tenta a todo custo tomar as rédeas da sociedade, ditando o que é certo e errado. Para isso a Igreja usa centenas de mecanismos para alavancar os seus posicionamentos e segregar os que ela acha que deveriam queimar no fogo do inferno. Nessa neo-inquisição os homossexuais deveriam ser queimados na fogueira, pois não fazem parte do exemplo correto de indivíduos, dos quais a Igreja tanto sonha.

Esse tipo de manobra só coloca o Brasil no ranking das nações menos evoluídas no que se refere a temática LGBTT. Além disso, a atitude tomada pelos cristãos só desmascara a falsa impressão da homofobia no país. Sabe-se agora que para conquistar a aprovação do PL/122 vai ser preciso entrar em guerra contra a Igreja. Não falo de um embate desonesto ou piegas, como o retratado pelo vídeo acima, mas sim, uma batalha horizontal, verdadeira, na busca de algo que a Igreja esquece que todo o ser humano tem direito, o respeito.

Não queremos enfrentar ninguém, humilhar, constranger, obrigar ou afrontar. Apenas queremos ter a dignidade de exercer um direito inalienável de cada individuo, o de ser livre. Livre para escolher com quem e de modo queremos viver. Livre para expressar nossos sentimentos e desconstruir essa visão pejorativa que a Igreja faz questão de nos rotular.

Acredito que não é a intenção da comunidade gay bater de frente com a Igreja, até porque sabemos do seu papel histórico na formação da nossa sociedade. Só queremos ser felizes do jeito que nos foi predestinado. E não há pecado algum nisso. As pessoas é que criam estigmas para segregar alguns de acordo com as suas conveniências, e o resultado disso é a proliferação do preconceito e da discriminação, ingredientes mais do que necessários para a elaboração dos atos de violência contra os gays. Até quando viveremos sob o prisma da intolerância?

LEIA TAMBÉM

20 FELICIDADES

  1. Nao tinha visto esse video ainda. É um tanto qt generalizador e mal fundamentado...falar da cultura dos indios!! pq nao falam da cultura dos tb cristãos de explodir bombas em nome de Alá? Totalmente apelativo. Por isso q eu abomino partidos cristãos...a igreja se separou do estado no fim do 2 reinado..a palavra de Deus, de Alá, de Buda, dos Orixás NÃO TEM RELAÇÃO ALGUMA COM A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA! Antes ser petista d q querer ser medieval no sentido de encher de bispos nossos parlamentos! MICHEL VAI TER UM ATAQUE QND VER ISSO! Mais uma vez arrazando no sentido informativo e crítico do blog, né Diogo! Essa agora é a melhor postagem de todo o blog ! PARABÉNS!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Victor! Esse video é novo mesmo. Eu o encontrei no blog "Papai Gay" e fiquei transtornado com o que vi.

    Imediatamente fiz esse texto em repúdio ao posicionamento taxativo da Igreja. Não podia deixar passar em branco algo tão absurdo.

    A religião tem que entender que a homossexualidade é algo que existe e sempre existirá. Há espaço para todos, só basta haver respeito para que a convivência torne-se mais tolerável.

    Obrigado, mais uma vez pelas palavras e pela presença Victor!

    ResponderExcluir
  3. Diogo, muito oportuno o seu texto. E posso lhe dizer que esse comportamento não se restringe somente à igreja católica. Assisti a uma formatura de uma criança de uma escola da igreja Getsêmani, onde o pastor ((dono) falavra abertamente aos pais e convidados que na escola deles, homossexuais não dão aulas nem entram como alunos, que são uma chaga na sociedade, etc. Eu abandonei qualquer relação com igrejas por estas e outras. Minha religião é Deus somente e pronto. Abraços. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  4. Não consegui ver o video até ao fim fiquei no local da ecografia, é traumatizante de mais o que o ser humano faz contra outros seres, e a igreja pensa ser o polo superior da sabedoria, mas tanto mal tem feito desde a inquisição, pelo simples motivo de não perder o poder.
    Penso que todos nós temos o nosso destino o nosso karma, por isso somos mais ou menos felizes, mas não são os homens que vão decidir o nosso caminho, estamos todos aqui somos todos seres viventes se temos de ser " castigados" por alguem, não deve ser por pecadores como nós
    Bj

    ResponderExcluir
  5. Fico feliz que vocês tenham gostado. Nós temos que propagar essa ideologia para tentar frear esse discurso pejorativo propagado pelas Igrejas Evangélicas.

    Todo mundo tem o direiro de escolher o seu estilo de vida e o estado tem o dever de proteger as minorias que sofrem com os atos de violência e desrespeito cometidos por alguns trogloditas que insistem em não tolerar as escolhas alheias.

    A presença de vocês me alegra muito!
    Obrigado por abraçar essa causa comigo...

    bjoxxxxxxxxxxxxxxxxxx

    ResponderExcluir
  6. Que lindo seria o mundo sem preconceitos e cada um respeitando o outro em sua forma de ser,admirando-se mutuamente em um convivio livre onde cada qual escolha a sua maneira de ser e de viver.
    Preconceito é uma doença que machuca o coração.
    Beijosss Diogo em seu coração, Sorria e seja Feliz!

    ResponderExcluir
  7. Oi meu chamego!
    Me desculpe não comentar o seu texto, estou com um pouquinho de pressa.
    Vim te explicar a música Das dores do Oratório do João Bosco:
    Nas palavras do autor:

    Para João (em várias entrevistas, e na própria epígrafe), ela está diretamente

    ligada à sua memória, pois morou, quando criança, na cidadezinha mineira de Oratórios,

    e se lembra de ter presenciado a cena da louca que gritava, numa tarde de sol muito

    quente, na porta do cemitério. O título permite mais de uma leitura. Das Dores como

    nome próprio, forma comum de se abreviar as Marias das Dores, comuns em regiões

    muito católicas. Há a possível leitura de que a canção vá tratar das dores de uma

    maneira geral. Oratórios pode tanto ser o topônimo, como o móvel, ou o local onde se

    ora.




    P.S. Estou comentando do meu outro blog. Aproveita e vai lá "pruma" visitinha!

    Bjs e um ótimo final de semana pro cê!

    ResponderExcluir
  8. OLá Diogo !! Infelizmente essa é a realidade que vivemos, ainda existe muito preconceito em torno disso. A cada dia eles encontram um modo de ferir as pessoas que escolhem essa maneira de viver e ser feliz. É revoltante?? Lógico que é. Todos queremos ser feliz , isso não é pecado algum, independente da forma que cada um escolhe.

    Um imenso bj pra vc !!

    ResponderExcluir
  9. O preconceito é muito triste. É uma forma de autoritarismo social de uma sociedade doente. O preconceituoso é ignorante, pois não aceita o que é diferente de si mesmo. Lamentável. Beijos e ótimo fds.

    ResponderExcluir
  10. Olá Diego, quando as pessoas pararem com o preconceito , o mundo será bem melhor.
    Infelizmente o preconceito deixam pessoas CEGAS ferindo e hostilizante o "diferente".
    Que diferente não tem nada. Todos tem direito de escolher o que ser, sem intromissão de outros.
    Importante é ser feliz.
    Só que muitas vezes a felicidade do outro,incomoda o preconceituoso.

    OBS: Que bom que gostou ´da massa de modelar caseira Diego. Fique atento no mês de outubro ensinarei fazer massa de modelar com jornal.

    Parabéns pelo texto, as linhas transcritas, me faz lembrar que vivo no país democrático de ida e vinda e que todo ser humano deve ser respeitado.
    Beijos, ótimo final de semana a vc.

    ResponderExcluir
  11. Amigo querido, concordo contigo em gênero,
    número e grau...Quem são esses pobres de espírito,
    que pensam que podem julgar e condenar como se
    fossem os donos da verdade? São uns doentes e
    pobres de espírito, que penso eu, são mal amados
    e tentam esconder suas próprias podridões
    tentando desviar a atenção das pessoas de bem
    daquilo que os possam deletar... Aplaudo-te!!!
    Deixo a ti um abraço e meu carinho... Bjsss

    ResponderExcluir
  12. É, mais uma vez a igreja/religião busca alvos para disparar seus dardos danosos contra as minorias (acredito que já deixamos de ser minoria a muito tempo) buscando mais seguidores. No entanto o que ocorre é o efeito contrário. Graças a Deus, ironicamente claro, a informação é, nos dias atuais, amplamente difundida e a geração que ela (a igreja ou a mulher do vídeo, você escolhe) afirma que tem o poder de mudar a situação devastadora em que a sociedade se encontra (Hã?) é a mesma geração que tem um embasamento maior a ponto de questionar todo o conteúdo do vídeo. Por isso que em tempos remotos era muito fácil brincar com o temor das pessoas. Triste é saber que ainda hoje existem pessoas tementes a Deus e que fazem tudo o que a igreja ordenar, inclusive dar o seu salário e se explodir em meio a bombas presas ao próprio corpo. Estou falando de uma maneira geral, abrangendo várias religiões. Respeito toda e qualquer religião. Pórem é impressionante como a religião usa meios tão vergonhosos de impor sua filosofia para as pessoas. A liberdade religiosa que a mulher tanto clama no video temendo que a lei contra a homofobia seja aprovada é a mesma liberdade que alguns políticos e pessoas com muito dinheiro gozam fora da cadeia, quando deveriam estar pagando por tudo que fizeram, seja de qualquer natureza, ou seja, a religião nada mais quer do que continuar impune e incitar a homofobia, que nada mais é do que pregar o ódio contra pessoas que escolheram ser LIVRES. Belo papel ela está fazendo. O meu desejo é que continue assim, essa autodestruição. Até quando os religiosos notarão que estão remando contra a maré?

    Sem mais para o momento, esse video me deixou muito indignado.

    Diogo, seu blog e seus textos são primorosos.

    xoxo

    ResponderExcluir
  13. A presença de todos vocês me deixa enaltecido, sobretudo a sua Valdir. Obrigado pelas lindas palavras amigo...

    Bjoxxxxxxxxxxxxxx

    ResponderExcluir
  14. Achei o seu comentário muito adequado à temática trazido a tona. Uma vez ser este vídeo tão nocivo para a comunidade gay no Brasil. Essa entidade representada por esta mulher realmente não teve o cuidado em reconhecer segundo a constituição o direito adquirido pela carta magma do país sem falar da questão bíblica o que torna ainda mais grave uma vez que para Deus todos são iguais. E mesmo aqueles que venham a ter algo que por ventura seja considerado como errado, não cabe a ninguém julgar, pois é a Deus que cabe tal direito (Mateus 7:1) e também vale a pena ressaltar que na bíblia Deus é mencionado como sendo amor, (1 João 4:8) e se assim o é, por que condenaria pessoas que foram criados a sua imagem e semelhança? (Genesis 1:26)

    Seria uma contradição muito grande além de uma maldade maior ainda criar pessoas com características que sabia que não atingiria suas expectativas e depois condená-las por não atingi-las. E em relação às demais pessoas que se colocam no direito de condenar os homossexuais vão o lembrete de Jesus nosso mestre maior, que disse que os cristãos devem amar uns aos outro como sinal identificador de ser seu discípulo (João 13:34,35).

    Quando as pessoas deixam de cumprir com tal mandamento ele mostra não fazer parte dos que entrarão no reino dos céus, como Jesus menciona em Mateus capítulo 7:21-23 onde ele diz qual deve ser a busca do cristão, “fazer a vontade do pai”. E será que a vontade do pai é que incitemos o preconceito, ódio ou discriminação?Certamente que não, pois cabe ao cristão o evangelismo (1 Timóteo 4:2) e não o julgamento que como já mencionado pertence apenas a Deus e seu filho Jesus Cristo (1 Timóteo 4:1)

    Sendo assim por tudo isso é uma pena que aqueles que deveria ser os primeiros a mostrar amor e compaixão ao próximo independente de sua condição, sejam os primeiros a atirar a primeira pedra quando também tem pecados como todo mundo. Logo nem um de nós pode se dar ao luxo de achar que é melhor que outros por qualquer motivo.

    O que também é importante destacar nesse texto que é uma mulher quem traz tal informação, o que segundo os dogmas do verdadeiro cristianismo é errado uma vez que a nação escolhida por Deus, Israel, era totalmente patriarcal e a mulher e citada várias vezes na bíblia como tento de estar submissa ao homem e aprender dele e não poderia tomar a dianteira em ensinar na congregação de Deus. Assim sendo espanta-me que uma pessoa que se diz defensora dos dogmas da igreja não adira a tal.

    Seja como for não lhe cabe abrir a boca contra quem quer que seja, pois lhe falta conhecimento, respeito e humildade para entender qual deve ser sua posição, e posso dizer isso, pois sou pastor e conhecedor das escrituras e quando vejo alguém querer ser sábio demais assim como esta mulher lembro-me das palavras do Apóstolo Paulo aos Coríntios no capítulo 10 :12 que diz “Quem pensa estar de pé acautele-se para que não caia”. Além das palavras de Salomão em provérbios 27:3,. Que diz “o peso do vexame de um tolo é mais pesado para ele”. E versículo 11 “sê sábio filho meu e alegra meu coração para que eu possa replicar aquele que me escarnece”.

    ResponderExcluir
  15. Achei o seu comentário muito adequado à temática trazido a tona. Uma vez ser este vídeo tão nocivo para a comunidade gay no Brasil. Essa entidade representada por esta mulher realmente não teve o cuidado em reconhecer segundo a constituição o direito adquirido pela carta magma do país sem falar da questão bíblica o que torna ainda mais grave uma vez que para Deus todos são iguais. E

    E mesmo aqueles que venham a ter algo que por ventura seja considerado como errado, não cabe a ninguém julgar, pois é a Deus que cabe tal direito (Mateus 7:1) e também vale a pena ressaltar que na bíblia Deus é mencionado como sendo amor, (1 João 4:8) e se assim o é, por que condenaria pessoas que foram criados a sua imagem e semelhança? (Genesis 1:26)

    Seria uma contradição muito grande além de uma maldade maior ainda criar pessoas com características que sabia que não atingiria suas expectativas e depois condená-las por não atingi-las. E em relação às demais pessoas que se colocam no direito de condenar os homossexuais vão o lembrete de Jesus nosso mestre maior, que disse que os cristãos devem amar uns aos outro como sinal identificador de ser seu discípulo (João 13:34,35).

    Quando as pessoas deixam de cumprir com tal mandamento ele mostra não fazer parte dos que entrarão no reino dos céus, como Jesus menciona em Mateus capítulo 7:21-23 onde ele diz qual deve ser a busca do cristão, “fazer a vontade do pai”. E será que a vontade do pai é que incitemos o preconceito, ódio ou discriminação?Certamente que não, pois cabe ao cristão o evangelismo (1 Timóteo 4:2) e não o julgamento que como já mencionado pertence apenas a Deus e seu filho Jesus Cristo (1 Timóteo 4:1) Sendo assim por tudo isso é uma pena que aqueles que deveria ser os primeiros a mostrar amor e compaixão ao próximo independente de sua condição, sejam os primeiros a atirar a primeira pedra quando também tem pecados como todo mundo.

    Logo nem um de nós pode se dar ao luxo de achar que é melhor que outros por qualquer motivo. O que também é importante destacar nesse texto que é uma mulher quem traz tal informação, o que segundo os dogmas do verdadeiro cristianismo é errado uma vez que a nação escolhida por Deus, Israel, era totalmente patriarcal e a mulher e citada várias vezes na bíblia como tento de estar submissa ao homem e aprender dele e não poderia tomar a dianteira em ensinar na congregação de Deus. Assim sendo espanta-me que uma pessoa que se diz defensora dos dogmas da igreja não adira a tal.

    Seja como for não lhe cabe abrir a boca contra quem quer que seja, pois lhe falta conhecimento, respeito e humildade para entender qual deve ser sua posição, e posso dizer isso, pois sou pastor e conhecedor das escrituras e quando vejo alguém querer ser sábio demais assim como esta mulher lembro-me das palavras do Apóstolo Paulo aos Coríntios no capítulo 10 :12 que diz “Quem pensa estar de pé acautele-se para que não caia”. Além das palavras de Salomão em provérbios 27:3,. Que diz “o peso do vexame de um tolo é mais pesado para ele”. E versículo 11 “sê sábio filho meu e alegra meu coração para que eu possa replicar aquele que me escarnece”.

    ResponderExcluir
  16. Adorei o seu comentário Julio. Você simplesmente deu um tapa sem mão na cara de todos os quais são representados por aquela mulher, utilizando-se de uma visão também religiosa. Interessante. Eles já erram (pecam?) ao não pregar o amor independente de qualquer coisa. O que eles querem é poder, dinheiro e grandes templos, o domínio da massa. Dá até medo cogitar que um dia a religião possa tomar de volta todo o poder que possuia no passado (ok, viajei!). Bjos. =)

    ResponderExcluir
  17. esse texto deveria ser publicado para que cada vez mais pessoas tomem ciências dos absurdos cometidos pela igreja...ótimo texto!

    ResponderExcluir
  18. Concordo com você Rafael...Julio! MUITO obrigado pelas palavras e pelo conhecimento religioso...

    ResponderExcluir

recent posts

Comentários

Instagram