A Poesia que Transforma

13:59



As vezes fico me perguntando o que a poesia faz nas pessoas. Já ouvi muitos depoimentos de pessoas que tiveram suas vidas transformadas após lerem um poema ou poesia. E não se trata apenas de ler poetas clássicos. Muitos pessoas afirmam que os autores contemporâneos expressam tão bem os seus sentimentos quanto qualquer outro de épocas remotas. Mesmo assim, eu ainda não conseguia enxergar o real valor que esses textos poéticos representavam. Ai vinha a reflexão: Será que eu sou tão insensível ao ponto de não ver o que as outras pessoas veem nesses textos? E isso me consumia em silêncio...

Confesso que nunca fui fã de poesias e poemas. Sempre gostei de ler livros em prosa, pois o formato destes me agradavam bem mais. Ainda hoje isso não mudou muito, mas algo inusitado aconteceu quando eu ouvi uma música. Antes de revelá-la, quero falar um pouco da interprete que, na minha concepção, é a maior cantora do mundo. Não estou exagerando. Unir arte, música, talento, expressão, espetáculo, voz, sutileza, delicadeza, em apenas um show não é para qualquer um. Aqui no Brasil temos o privilégio de ter uma representante de todas essas qualidades: Maria Bethânia. E foi através de uma música interpretada por ela que o meu gosto por poesia começou a aflorar.

Como vocês devem saber, Bethânia não é uma cantora como as outras. Dona de uma grande voz e de um estilo completamente dela, conseguiu ao longo dos anos dá uma nova roupagem a músicas consagradas da nossa elogiadissima MPB. Pois é, como vocês já devem ter percebido, a poesia que motivou o meu gosto é uma música. O autor é Sérgio Ricardo, um dos grandes nomes da bossa romântica do seu tempo. O nome da música é Poema Azul. Simplesmente LINNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNDA!

Quando ouvi essa música pela primeira vez eu senti que o meu corpo tinha sido teletransportado para outra dimensão, um lugar lindo e seguro, onde os sentimentos impuros não conseguiam me alcançar. Um lugar onde a natureza reinava e eu tinha certeza que os meus desejos seriam realizados. Senti a brisa tocando meu corpo, a água batendo no meu pés, a lua banhado-me com sua luz infinita...Enfim, um misto de sonho e sinestesia.

A partir daí, comecei a entender o que as outras pessoas sentiam quando liam ou ouviam uma poesia. Na realidade, há uma aura mística nestes textos que, só algumas pessoas conseguem perceber. Bem! Agora quero dividir esse sentimento com vocês. Não espero que você goste da música ou da melodia. Nem tampouco quero que se torne um apaixonado por literatura ou por poemas. Apenas quero que você feche os olhos quando ouvir essa música e deixe que ela te leve para qualquer lugar, pois eu tenho certeza que algo inusitado dentro de você irá florescer após isso. Mas, para que tudo isso aconteça é preciso que você tente enxergar o lado poético da música, tá bom?! Apenas relaxe! Deixe seu corpo, mente e alma levarem você. Esvazie todos os pensamentos negativos. Mentalize só coisas boas, para você e para todas as pessoas que lhe fazem bem. Se isso não surtir efeito, eu prometo trazer outras poesias que, de forma mágica, transformaram a minha forma de ver o mundo. Ai em baixo está a letra e o video dessa música. Espero que gostem...

Poema Azul
Autor:Sérgio Ricardo
Interprete: Maria Bethânia
O mar beijando a areia
O céu e a lua cheia
Que cai no mar
Que abraça a areia
Que mostra o céu
E a lua cheia
Que prateia os cabelos do meu bem
Que olha o mar beijando a areia
E uma estrelinha solta no céu
Que cai no mar
Que abraça a areia
Que mostra o céu e a lua cheia
um beijo meu


LEIA TAMBÉM

0 FELICIDADES

recent posts

Comentários

Instagram