Nos tempos do Orkut - por Paula Pimenta

13:21


Essa semana fez dez anos que o Orkut foi criado. Sim, o Orkut, lembra? Aquela rede social azulzinha, onde a gente mandava “scraps” e depoimentos para os amigos. Eu, que sou apegada a tudo, não deletei o meu até hoje, então, fui lá e descobri exatamente o dia em que fui convidada para fazer parte dele. Sim, naquela época precisava ter convite. Depois é que virou festa e as portas se escancararam. Mas antes o negócio era VIP, só entrava se fosse convidado. Eu aceitei o tal convite – que um amigo me mandou – no dia 25 de fevereiro de 2004. Ou seja, o Orkut tinha um mês de vida e eu já participava! Então posso dizer que eu vi como tudo começou e, talvez por isso, eu tenha saudade e um desejo secreto de que todo mundo volte para lá...

Bem antes de o Orkut existir, outras redes sociais tentaram ganhar o coração dos internautas, como o Friendster, o Multiply... Mas foi o Orkut que realmente ficou popular, pelo menos entre os brasileiros. O Facebook veio na mesma época, mas demorou bastante tempo para pegar por aqui, na verdade ele só virou moda quando o Orkut afundou... E acho que isso só aconteceu por terem tentando inovar demais. O Orkut acabou perdendo a essência. Inventaram a possibilidade de mudar de cor, depois de trocar de design, colocaram um monte de joguinhos, e aí começou a baderna. Querendo uma rede mais sólida e menos bagunçada, todo mundo migrou pro Face, e a maioria permanece lá até hoje.

Mas, como eu disse, exatamente por ter lido algumas matérias sobre os dez anos do Orkut, resolvi dar uma olhadinha no meu, depois de séculos sem entrar, para conferir como andavam as coisas por lá... E constatei que continua tudo igualzinho: o meu mural, as minhas fotos, os depoimentos muito fofos que meus amigos e antigos leitores me mandaram, e também, claro, as comunidades.

Ah, as comunidades... Se tem algo que o Facebook nunca vai superar é isso. Há quem diga que os grupos no Face fazem esse papel, mas nem se compara. Existia comunidade pra tudo! E só os títulos delas já eram uma diversão. Lembro que eu participava de uma que se chamava: “O amor é como capim... Você planta, ele cresce, e aí vem uma vaca e acaba com tudo!”. Tinha outra que era: “Cadê minha carta de Hogwarts?”, para os indignados – como eu – pelos Correios terem extraviado sua carta de convocação para estudar na mesma escola do Harry Potter. Outra que eu gostava era: “Nasci na época errada”, para quem queria ter nascido nos séculos passados... E tinha algumas que eram criadas só por alguém no meio da conversa ter dito alguma frase interessante, e ela ter que ser “imortalizada” em algum lugar!

Mas o Orkut não era só brincadeira, ele também tinha muitas comunidades informativas. Se eu tivesse qualquer dúvida sobre determinado assunto, como, por exemplo, a configuração do celular, bastava procurar uma comunidade sobre o tema e sempre encontrava a resposta nos tópicos, que ficavam em lista, super bem organizados. Realmente eu sinto saudade dessas comunidades...

Lembrando de tudo isso, parece que tem tanto tempo que é como se eu estivesse falando de 1920! Mas tem apenas três anos que o Orkut recebeu a maior debandada (até agora) da história das redes sociais. E isso me faz pensar em como esse mundo virtual é efêmero! As coisas surgem e somem, quase sem deixar vestígios.

Até hoje não me acostumei com o fim do MSN, por exemplo. Mesmo que eu não o usasse há anos, era bom saber que ele estava ali, ao alcance dos meus dedos. Eu até gosto do Skype, mas não acho que seja a mesma coisa... Tinha lugar para os dois. Aliás, antes do MSN, eu também fiquei órfã do ICQ. E, antes desse, cheguei a usar o PowWow, que poucos vão lembrar, mas que foi o “pai” de todos esses bate-papos que apareceram depois.

O que será que vem por aí? Será que daqui a três anos o Facebook ainda vai ter adeptos? Ou será que os aplicativos irão tomar conta e as nossas interações sociais serão todas pelo celular? Infelizmente não tenho uma máquina do tempo para me dar essas respostas, mas com certeza algo vai estar diferente.

Então, só por via das dúvidas, curta bastante as redes sociais de agora, porque talvez, daqui a uns dez anos, você estará lendo alguma crônica minha toda saudosista, dizendo que o Instagram e o Twitter é que eram legais, que aqueles é que eram os bons tempos... Mas ainda bem que sempre aparece uma novidade para espantar a saudade.

Acho que se eu ainda usasse o Orkut, provavelmente criaria uma comunidade com essa última frase...

Visto no: O tempo

LEIA TAMBÉM

0 FELICIDADES

recent posts

Comentários

Instagram