Falta de planejamento e um passado que condena

15:45


     Sabe-se que o conceito de metrópole ou megalópole está atrelado às influências sociais, culturais e econômicas, destas, para o país. Diversos fatores são responsáveis pela consideração das cidades a estes níveis de importância, como o seu passado e seu crescimento superior às outras regiões. Porém, em um país como o Brasil, tais cidades são muitas vezes apagadas, se levar em conta a fragilidade de tantas outras.

     As cidades brasileiras, em grande parte, nasceram sem planejamento algum, e este é apontado como um importante fator deste transtorno. A maioria delas, surgiram atravéz de vilas da época colonial. Deste modo, eram regiões em que a exploração de recursos naturais era imensa, tornando assim precárias as condições para seu desenvolvimento. Este fato apresenta cicatrizes atuais, em que cidades ainda sofrem com a perda dos recursos passados.

     Relacionado a isto, um ótimo exemplo a ser considerado é a cidade do Recife. Tal região foi habitada por holandeses na época colonial e, por ser uma sede do governo na época, várias reformas foram feitas. Pontes, iluminações públicas e o principal, sua rede de esgoto, foram melhorados. Porém, após décadas, a cidade ainda apresenta encanações de esgoto da época colonial, gerando assim enormes problemas de alagamentos em tempos chuvosos, atrapalhando a vida de diversas pessoas.

     Algumas metrópoles brasileiras apresentam polos bastante contrários. A cidade de São Paulo, por exemplo, é conhecida como uma das maiores metrópoles mundiais, ao lado de Tóquio e Nova York. Porém, a falta de planejamento também atinge a região. Em aspectos como o trânsito, por exemplo, é visível um déficit desta cidade, que não conseguiu acompanhar o crescimento populacional e, consequentemente, automobilístico, que por sinal é cada vez maior.

     Portanto, a fragilidade destas cidades é um transtorno que requer muito estudo e planejamento para ser solucionado. Uma boa ferramenta é o método de levantamento, criado pelo filósofo Patrick Geddes. Neste processo, as mudanças devem ser feitas a partir de um levantamento dos recursos naturais de uma determinada região, para que assim tais cidades possam sofrer melhores modificações. 


Aluno: Silvestre Gomes
Professor: Diogo Didier

LEIA TAMBÉM

0 FELICIDADES

recent posts

Comentários

Instagram