Viver mais e melhor: a máxima da sociedade moderna

17:35


Encontrar um elixir para prolongar a vida e, consequentemente, garantir uma aparência mais jovem e saudável, sempre fez parte dos anseios da humanidade. Esse desejo, muitas vezes ensandecido, no intuito de retardar as marcas do tempo, na modernidade ganha uma nova significação. Isto porque, as pessoas, mesmo oprimidas pela indústria da moda a qual metralha ferozmente a sociedade com um perfil parnasiano de beleza, querem mesmo é ter uma vida mais saudável, longe do sedentarismo e de alimentos que possam acarretar problemas de saúde. Tudo isso porque as pessoas desejam chegar à tão temida terceira idade esbanjando a mesma ou similar vitalidade de quando gozavam do rubor das suas juventudes. Para isso, recorrem a uma nova perspectiva de vida, com comidas naturais mais regradas e, principalmente acompanhada de novas rotinas físicas.

É indiscutível que os padrões de beleza mudaram rapidamente com o passar do tempo. Entretanto, na atualidade, as pessoas querem mais do que plastificar um perfil estético. Elas querem viver com qualidade de vida. E nessa hora não importa se é homem ou mulher. Os tabus são rompidos para garantir uma sobrevida longa e salubre. Essa nova realidade social tem trazido bons resultados no Brasil, uma vez que a expectativa de vida dos cidadãos mudou consideravelmente. Palavras como: caminhada, frutas, legumes, academia, tornaram-se ferramentas cruciais dessa mudança. Hoje, além de estarem em consonância com ditadura da moda, as pessoas almejam permanecer vivendo por cada vez mais tempo e da melhor forma possível.

Tal fenômeno, não poderia passar em branco pela nossa sociedade. Nos dias de hoje, proliferam-se academias voltadas a públicos diversos, estes que cada vez mais cedo se preocupam com o bem-estar físico. A mídia também, sobretudo a televisiva, tem dado a sua contribuição para a demanda dessa nova sociedade. São programas que ensinam receitas rejuvenescedoras, dicas de alimentos que ajudam a viver mais e até exercícios que podem ser feitos sem que a pessoa saia de casa. Tudo para ajudar na somatória de alguns anos a mais na vida das pessoas que buscam esse novo modelo de sobrevivência. Não se pode deixar de mencionar nesse contexto as academias das cidades, que atuam de forma autônoma e gratuita, oferecendo para pessoas de classes distintas a mesma possibilidade de ampliar a sua qualidade de vida.

Sem poção mágica, o homem moderno tem conseguido viver mais e melhor, se comparado há outras épocas. Isto porque, a sociedade descobriu que para permanecer vivendo era preciso mudar drasticamente alguns hábitos e aderir a uma nova rotina, com noites bem dormidas, alimentação rica em nutrientes e a prática constante de exercícios físicos. O resultado disso pode ser constatado no Índice de Desenvolvimento Humano – IDH, o qual destaca que a expectativa de vida do brasileiro pulou de 66 para 71 anos em menos de três décadas. Tamanha transformação mexeu com a estrutura da pirâmide etária nacional, ampliando não só a perspectiva de vida dos cidadãos, mas também o conceito de juventude, que antes estava fadado a limitação.

Seja da forma que for, independente da condição social, as pessoas estão buscando viver com qualidade e por mais tempo. Isso é a máxima da sociedade atual. Para uns, tudo pode ser reflexo de um modismo disfarçado, imposto pelo mundo da moda. Para outros, apenas um procura saudável de um grupo social preocupado em viver mais. Qualquer que seja a razão, a necessidade do homem em se manter vivo não é um incidente da modernidade. Sempre existiu essa luta contra o tempo, em retardá-lo, ou prolongá-lo. O que se deve ter cuidado é que esse fenômeno continue nessa linha de vida saudável e não acabe perpassando ao exagero, alienando-se, ou seja, sendo contaminado pelo veneno mortífero do mundo da moda. Enquanto todos os esforços forem para uma ampla e segura qualidade de vida, então a humanidade estará caminhando na direção certa.

LEIA TAMBÉM

0 FELICIDADES

recent posts

Comentários

Instagram