OS 10 MANDAMENTOS DA REDAÇÃO

09:48



Um Texto Dissertativo/Argumentativo Tem que Ser...


  • DESPROVIDO DE JUIZO DE VALOR: Você não pode expor sua opinião a respeito do tema que está sendo discutido. Mesmo que o texto, de alguma forma, peça o seu posicionamento, procure escrever de forma impessoal, pois isso lhe ajudará na construção dos seus argumentos. E lembre-se que, em se tratando de vestibular, a sua opinião não vale de absolutamente NADA!
  • PRODUZIDO SOB UMA ESTRUTURA ISOTÓPICA: em outras palavras, você deve respeitar a estrutura canônica dos textos dissertativos: introdução, desenvolvimento e conclusão. O não cumprimento desse corpus comprometerá o seu texto, bem como o entendimento deste. Respeite as margens, não faça o seu texto como uma poesia/poema, ou qualquer outro gênero literário, e não desperdice linhas, lembre-se que o seu concorrente não perderá uma linha sequer.
  • REGIDO POR COESÃO, COERÊNCIA E OBJETIVIDADE: Os textos dissertativos são conhecidos pela clareza com que são escritos. Para que isso ocorra é necessário que dois elementos estejam presentes na sua produção: a coesão e a coerência. Ambos constituem o elo de entendibilidade, crucial para que o leitor compreenda o encadeamento dos argumentos que serão apresentados no texto. Por isso, a ausência de uma dessas partes, indubitavelmente, prejudicará a compreensão intencional do texto.
  • RICOS EM DADOS E POLIFONIAS: Quando eu falo rico não quer dizer que você deva encher o texto de informações. Os dados, ou polifonias, servem unicamente para enriquecer o seu texto, pois demonstram que você detém conhecimentos paralelos e que consegue usá-los em correlação com seu texto. Com isso, os seus argumentos estarão fundamentados, não em sua opinião, mas sim na visão de outrem, que pode ser uma pessoa física ou uma entidade de renome.
  • PAUTADO PELA OPINIÃO DE UM GRUPO PENSANTE: Essa regra é importantíssima para quem está prestes a fazer o vestibular, pois, é muito comum o aluno se colocar no texto no momento da exposição dos argumentos. Dissertar é argumentar, mas isso não lhe dá o direito de utilizar mecanismos emotivos para tentar persuadir o leitor. Portanto, por mais polêmico que seja o tema, procure não se envolver emocionalmente com ele. Para que isso aconteça, procure respaldo na opinião de uma massa pensante, ou seja, a sociedade pela qual eu e você fazemos parte.
  • DOTADO DE OPERADORES ARGUMENTATIVOS: Esse recurso coesivo é crucial para a construção de qualquer texto, já que a sua presença estabelece uma melhor compreensão dos argumentos que serão apresentados. Além disso, você estará criando um elo coesivo/coerente entre todos os parágrafos e frases, não permitindo ao leitor margem de erros, no que se refere ao entendimento do texto.
  • BASEADO SOB UMA TESE UNIFORME: Isso, nada mais é do que o caminho pelo qual o seu texto será escrito. Você deverá delimitar o universo semântico do seu texto, para que as fugas temáticas não ocorram. Tente sempre centralizar o foco do seu tema para que a produção textual possa discorrer facilmente.
  • ENQUADRADO EM UM PERFIL TEMÁTICO: Geralmente, os textos de vestibular são baseados em temas sociais e filosóficos. Por isso, tenha cuidado quando for escrever seu texto, no que tange a centralização temática. Procure fazer uma interpretação detalhada do tema que será trabalhado, para evitar erros argumentativos na sua produção escrita. Para isso, seria fundamental fazer um rascunho da redação, antes de passá-la para o papel final.
  • IMPESSOAL: Você nunca, em hipótese alguma, poderá se dirigir ao leitor. Isto por que, os textos argumentativos não permitem que exista uma interação direta entre autor e interlocutor. A ideia desses textos é apresentar argumentos para persuadir o leitor sobre um determinado ponto de vista.
OBS: Se o vestibular solicitar a produção de uma carta argumentativa, o aluno estará livre para interagir com o leitor, que nesse caso seria o destinatário da carta.
  • INTITULADO: A criação do titulo da redação é um dos principais problemas do vestibulando. A dica que eu dou é fazer o título no final do texto. Depois que você escrever o rascunho do seu texto, responder todas as questões objetivas, preencher o gabarito, ai sim, você volta para refazer a redação e cria um titulo para ela. Muitos me perguntam se uma redação sem titulo perde muitos pontos. Eu sempre digo que não, mas o aluno que cria uma frase legal para intitular o seu texto é visto com outros olhos pelos corretores do vestibular.

Essas dicas não servirão de nada se o aluno não exercitar a sua escrita. Aliás, nenhuma regra redacional suprirá as deficiências textuais. Na minha concepção, apenas a leitura e a produção textual constante, poderão solucionar os problemas dos alunos envolvendo a produção dos textos dissertativos.

Espero sinceramente ter ajudado de alguma forma na introdução desses conceitos tão importantes para a produção textual.

BOA REDAÇÃO PARA TODOS!

(CLIQUE AQUI PARA TER MAIS DICAS)

LEIA TAMBÉM

2 FELICIDADES

  1. Bom dia Diogo!

    Até me lembrei do frio na barriga quando fui prestar vestibular... Até que não tinha muitos problemas com dissertação. Minha cabeça fervia era com história... Alias, sempre foi um dos dissabores na minha vida de estudante. Mas, como se diz: não dá para ser boa em tudo.

    Parabéns pela iniciativa! Compartilhar conhecimento é um ótimo exercício para se desenvolver.

    Obrigada por estar no BRAILLE DA ALMA.
    Sigo-te!

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  2. Achei bem legal seu blog...
    Parabéns e obrigado pela ajuda!
    Boa noite!
    Uma seguidora: Jake *_*

    ResponderExcluir

recent posts

Comentários

Instagram