Esperança que se Renova...

12:28



Estava dirigindo
Após um longo dia de trabalho, resolvi pegar um caminho diferente
Fui por um desvio na mata
O crepúsculo do dia dava os seus primeiros sinais
Olhava as árvores e a beleza da natureza
Estava tão cansado e distraído que não vi um homem que atravessava o bosque
Não consegui frear
Atropelei o homem
Fiquei em choque com a cena
Não sabia o que fazer
Pensei por alguns minutos
E resolvi sair do carro
Me aproximei do corpo estirado no chão
Era um homem de, mais ou menos, trinta anos
Altura mediana e branco
Estava muito machucado
Eu tentei me comunicar com ele
Mas não houve diálogo
De repente ouço a chegada de outro carro
Rapidamente me escondo
O motorista sai do veículo e leva o homem atropelado
Desde esse dia, há vinte anos, nunca mais tive notícias dele
Segui a minha vida
Carregando nos ombros a culpa por ser omisso
Por não prestar socorro
Depois de algum tempo me casei
Tive filhos
E consegui um trabalho estável
Minha vida ia muito bem
Estava com saúde
Tinha o amor da minha mulher e dos meus filhos
E até as lembranças do passado tinham sido arquivadas no baú mais profundo da minha memória
Estava feliz!
Que bom! pensei...
Mas tudo isso mudou
Em um fatídico dia que o meu filho mais novo, ao atravessar o sinal, foi atropelado
O motorista não socorreu e deixou o corpo do meu garoto estendido no chão
Após uma longa espera, o corpo de bombeiros chegou para prestar os primeiros socorros
Meu filho ficou enternado durante semanas
E no final de tudo ele não resistiu
Senti uma dor consumir as minhas entranhas
Algo tão forte e mortal que eu não desejaria para ninguém
Pensei em me matar, mas tinha outros filhos e uma mulher para cuidar
Mesmo assim um vazio me possuía
Queria estar no lugar dele
Sentir o que ele sentiu
Protegê-lo em meus braços
Abraçá-lo forte e dizer: "papai te ama"
Mas a vida foi cruel comigo. Pensei!
Isso me deixou abalado profundamente
Não queria aceitar a perda da minha criança
Não queria acreditar que esse pesadelo era real
Era difícil demais vivenciar tamanho sofrimento
...
Custei a digerir, mas numa noite a minha vida começou a tomar um novo rumo
Sonhei que estava caminhando numa estrada de barro
E no fundo dela uma voz me chamava
Parecia com a voz do meu filho
Senti uma sensação de felicidade ao saber que ele poderia estar vivo
Corri!
Corri o mais depressa que pude
Não havia ninguém
Mas a voz continuava chamando pedindo ajuda
E eu angustiado sem saber o que fazer
Acordei...Suado sem entender o que tinha sonhado
...
Em várias noites o mesmo sonho me perseguia
Sempre do mesmo jeito
Sempre com a mesma voz
Conversei com a minha mulher sobre o assunto
Ela, muito espiritualizada, disse o seguinte:
"Querido, quando você sonhar pense em coisas boas e puras e tente se concentrar
As vezes, o sonhos querem nos dizer algo que não compreendemos,
Mas que está ligado a nossa alma"
As palavras dela ficaram guardadas...
De noite, eu fiz todo o ritual costumeiro antes de dormir
Quando estava pegando no sono
A voz novamente veio
Desta vez com mais intensidade
Eu fiquei atordoado
Sem saber como agir
Preciso de um sinal filho - Eu disse
Você tá bem? Diga-me?
Mas a voz silenciou-se por alguns momentos
Após uma longa espera eu ouvi a seguinte frase:
"Corrija os erros do passado papai"
Essa frase ecoava em meus ouvidos e eu acordei
Sem saber, de inicio, o que fazer
Levantei-me da cama e fui ao banheiro
Ao me ver no espelho, por um lapso, compreendi a mensagem
Eu tinha que voltar no mesmo lugar onde há vinte anos eu atropelou aquele desconhecido...
Na manhã seguinte eu sai cedo para fazer isso
No caminho comprei algumas flores
E fui
Desesperado, sem saber o que iria encontrar
Não disse a ninguém para onde iria
Nem para a minha esposa
Ao chegar na estrada de barro eu relembrei o acidente
E comecei a chorar, pedindo perdão
De joelhos eu fiquei prostrado
Chorando copociosamente
Peguei o ramo de flores e deixei no local onde tudo aconteceu
E pedi a Deus que me perdoasse pelo que fiz
De repente
Um fecho de luz surge no meio da floresta
Eu fiquei sem compreender de onde vinha aquela luz
Era um homem, de mãos dadas com uma criança
Logo eu percebi que se tratava do meu filho
E gritei de felicidade
Cheguei bem perto da aparição do meu filho e disse:
"Eu te amo"
As palavras não saiam
O filho apontou para o homem que estava ao lado
Quando o pai olhou, percebeu que era aquele que tinha sido atropelado por ele
O seu rosto estava corado e com aspecto angelical
Rapidamente ele pediu perdão pelo que fez e disse que sentia muito
As lágrimas não paravam de cair
Logo em seguida o seu filho falou:
"Papai, ele já te perdoou. Pode seguir seu caminho em paz"
Ao ouvir isso eu senti um alivio indescritível
Após isso, eu dei um último abraço no meu filho que partiu entre as árvores da floresta
...
Depois dessa experiência eu consegui viver com mais tranquilidade
Aceitei a morte do meu filho, pois tinha certeza que ele estava bem
Sabia que ele estava sempre por perto
E que um dia eu iria estar com ele
Onde quer que ele estivesse
A esperança que havia sumido
Resolveu fazer morada em meu coração.

A vida e a morte estão além da compreensão humana
...

LEIA TAMBÉM

2 FELICIDADES

  1. Adorei a reinterpletação feita da história do filme,EFEITO CASCATA. O texto sem erros, exeto na passagem ( o sonhos) onde houve apenas um erro de digitação.
    Mais para um comerço de um grande comerço é apenas um comerço. Continue continuando, o caminho é, sem sombras de dúvidas, apenas o caminho.
    Abraços de seu Irmão (te amo).

    ResponderExcluir
  2. O mano valeu mesmo! Estou tentando navegar por outras águas literárias. Timidamente eu estou galgando os meus objetivos com esse blog. Fico muito feliz que você tenha gostado.

    Também te amo MUUUUUUUUITO!

    bjoxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

    ResponderExcluir

recent posts

Comentários

Instagram