Pedantismo cultural: entre o erudito e o popular.

16:32

           Ao se observar o panorama da formação cultural do Brasil, palavras como pluralidade e miscigenação são frequentemente utilizadas. No entanto, aceitar o argumento sem analisar profundamente nosso cenário cultural, pode ser um equívoco, uma vez que ainda há um preconceito em relação a culturas consideradas de massa. Isto leva uma parte da sociedade a pensar que cultura é algo restrito a poucos. Pois, muitos acreditam que a verdadeira cultura está nas musicas e nos escritores que são socialmente aceitos pela elite, que por sua vez constitui e minoria.
            Neste cenário de preconceitos, há quem diga que ler obras de autores com o estilo Augusto Curi e Ágatha Christie é algo desnecessário, visto que suas formas de escrita não oferecem elementos enriquecedores para a formação cultural da sociedade, uma vez que não são tão reconhecidos quanto uma obra de William Shakespeare. Contudo, como se sabe, qualquer conhecimento é válido. Isto porque, sem dúvidas, a leitura traz consigo um grande poder de transformação, mudando assim a forma de pensar e agir da sociedade, não importando se é lido pela massa ou pelas elites.
            Além disso, como se sabe, os diferentes estilos musicais também vêm sofrendo com este preconceito. Ritmos como funk, brega e sertanejo caipira, são os principais alvos de uma sociedade culta, uma vez que segundo muitos, são estilos musicais de pobres, negros e moradores de favelas. No entanto, esses ritmos vêm trazendo benefícios a regiões que outrora eram isoladas, mas hoje, servem de berço para os novos artistas que estão surgindo ao longo dos anos. Como é o caso do Pará, antes esquecido e hoje reconhecido por seus artistas, como Gaby Amarantos e a Banda Calypso. 
 
            Infelizmente, o que poucos conseguem enxergar, é que muitos desses “artistas de morro”, expressam através de suas músicas, as deficiências da nossa sociedade tão cheia de mazelas e preconceitos. Uma nação que por ser considerada miscigenada e acolhedora, deveria dar ouvidos ao que cada cantor tem a falar. Suas letras expressam insatisfação com a política, a violência nas comunidades carentes, o descaso com os moradores de rua, conflitos pessoais, entre tantos outros problemas que estão cada vez mais presentes na vida de grande parte da população.
 
            Portanto, faz-se necessário que cada indivíduo passe a entender o verdadeiro significado de cultura. É preciso que a sociedade compreenda que cultura não se trata apenas daquilo que é apreciado pelos mais cultos, mas sim, pode ser considerada uma maneira que muitos encontram para expressar suas necessidades e pensamentos sobre o mundo. Um dos grandes problemas da nossa sociedade é utilizar a cultura como forma de nivelamento social, quando muitas vezes, os mais eruditos, não absorvem para a vida nada do que ouvem ou leem.
Aluna: Juliana do Nascimento
Professor: Diogo Didier

LEIA TAMBÉM

0 FELICIDADES

recent posts

Comentários

Instagram