Os Hormônios Venceram o Celibato

10:22


Fonte: Toda Forma de Amor

A Igreja Católica não coseguiu mudar a natureza

A sexualidade e o celibato nunca combinaram. O padre gay e o seminarista que transa com uma prostituta em troca de comida nos anos de 1300 nunca foram apenas obra de ficção de Humberto Eco em "O Nome da Rosa."

O problema é que a Igreja Católica desafiou a própria natureza. Tornou-se arma contra os instintos naturais dos homens.

Os seres humanos foram criados para fazer sexo e pronto, no mínimo se masturbar, mas a Igreja Católica quer que os homens não tenham hormônios, lutem contra eles mesmos.

O resultado é bombástico. Sexo entre padres e beatas. Sexo entre seminaristas. Sexo entre padres e coroinhas. Sexo, orações. Sexo, arrependimento. Sexo e missas.

Dentro ou fora dos conventos, padres e seminaristas perdem a luta contra seus hormônios. São vencidos pelo desejo proibido pela Igreja Católica.

Padres vão à saunas gays. No domingo celebram, na segundam celebram o pecado, o melhor de todos eles. Capaz de vencer qualquer um, capaz de ter sido a última tentação se Cristo.

No caso da pedofilia, a impunidade de sempre nos faz pensar que quem protege os agressores talvez tenha tanta culpa quanto eles. Tudo que a Igreja Católica fez até hoje foi fechar os olhos para seus bastidores de sexo e pedofilia.

O problema é que os coroinhas cresceram. A maioria não suportou a idéia do abuso. Outros até viraram suspeitos de extorquir padres (em Alagoas, por exemplo). Foram acostumados a fazer sexo em troca de algum provilégio material.

Sem a cortina de força que a protegeu por centenas de anos, a Igreja Católica agora aparece nua. Despiram inclusive seu mentor, o Papa, mais político do que religioso, mas articulado do que um advogado e, agora, mais chocado do que os próprios fiéis.

A luta do celibato contra os hormônios nunca foi vitoriosa. Venceram os hormônios, os desejos e chegaram ao ponto de virarem caso de polícia. O sexo venceu a Igreja porque é do ser humano.

Muito bem escreveram Rita Lee, Roberto Carvalho e Arnaldo Jabor. Amor é cristão, Sexo é pagão.


LEIA TAMBÉM

1 FELICIDADES

  1. Texto muito bem colocado; Os dogmas da igreja são responsaveis por uma boa parte dos transtornos psicologicos em muitos jonvens.

    -A palavra chave para cura é liberdade!!!

    ResponderExcluir

recent posts

Comentários

Instagram