As várias faces da escassez de água no Brasil

21:10


      “Tudo é composto por água”, a frase do filósofo Tales de Mileto associa-se com a importância da água para a sobrevivência humana. Tanto no presente, como no passado, o homem utilizou os recursos naturais como inesgotáveis mecanismos de sobrevivência. No entanto, já se percebe no Brasil regiões que sofrem com o esgotamento de água, causado pelo desperdício de alguns e pela má distribuição desta.

     Segundo o IBGE, cerca de 70% da água tem sido desperdiçada no Brasil. Isto acontece porque a maioria da população nunca teve um refreamento do consumo desta, nem foi educada para reutiliza-la nem mesmo para as problemáticas vindouras da escassez de água no país.

     Um protótipo da escassez de água acontece no sertão nordestino do país. A principal fonte de renda da população do local é a agricultura e a pecuária, mas com o esgotamento das reservas hídricas, centenas de sertanejos vieram a falência e milhares de pessoas, sem fonte de renda e sem oportunidade, passam fome e sede, muitas até morrendo.

     Faz-se fundamental perceber, ainda, que a maior parte da energia que abastece o país vem das usinas hidroelétricas. Elas transformam teoricamente a força da água em energia elétrica, abastecendo a população. No entanto, percebe-se que a quantidade de água nestas represas não está sendo mais suficiente para a produção. Isto corrobora para que aconteçam apagões frequentes e aumentos na conta de energia.

    Em linhas gerais, é evidente a importância da água para a população. É necessário que as políticas públicas da nação passem a investir na educação da população em relação ao tema, como também na distribuição de água onde ocorre a escassez. Só assim, ocorrerá uma dizimação do desperdício de água e uma distribuição igualitária deste recurso essencial para a vida. 


Aluna: Gisele Pessôa
professor: Diogo Didier 

LEIA TAMBÉM

0 FELICIDADES

recent posts

Comentários

Instagram